Mulatólogo Julio César enfretou protestos ao colocar Jaqueline Faria como Rainha da Bateria Well Brasil.

 Julio César, maior descobridor de mulatas do Brasil,  ficou encantado com Jaqueline durante sua participação no "Concurso Musa do Carnaval, no "Programa Caldeirão do Huck, em 2005, na Rede Globo onde a bela saiu vencedora.

  Diante de tanta beleza e samba, o Mulatólogo, que conhece com apenas um olhar aquela que tem a verdadeira vocação para o samba, fez o convite para Jaqueline Faria ser a grande "Rainha da Bateria" do seu projeto, que reúne as grandes Musas do Carnaval na Agência Well Brasil

Ela aceitou o convite de imediato, com isso, a partir de 2008, ela passou a ser seu destaque principal, sua musa inspiradora, a musa maior e despertou ciúmes de algumas colegas de elenco que lideradas por uma Rainha de Bateria, organizaram um boicote contra a bela.

  Negavam-se a participar dos shows junto com Jaqueline alegando que ela era carioca, porém, outras cariocas já haviam integrado o elenco sem problemas. Era a beleza de Jaqueline Faria que incomodava algumas, pois a rainha atraia todos os holofotes por onde passava com o descobridor.

O público ficava chocado diante de tanta beleza. Suas produções eram sempre impecáveis com muitas pedrarias e penas de faisões.

Para Julio César o carnaval é uma festa que deve unir e cada uma tem o seu momento, o seu brilho, não importa onde nasceu e a  que classe social pertence ou raça, as paulistas são maravilhosa e as cariocas também e na Well Brasil Show sempre vai haver espaço para ambas.

Vale ressaltar que beleza de Jaqueline ficava em segundo plano diante da sua postura, elegância e perfeita maestria na hora de executar o samba.

Jaqueline sempre foi tão profissional e tinha tanta sabedoria que nunca revidou aos ataques feitos por algumas colegas de elenco.

Nani Moreira que representava a melhor rainha  de São Paulo, sempre conviveu muito bem Jaqueline Faria, que era vista como a melhor rainha do Rio. Lanna Moraes, Musa da Mocidade e Segunda Princesa do Carnaval, sempre a respeitou. Valeska Reis, assistente de palco do Melhor do Brasil com Rodrigo Faro, também nunca se incomodou com a beleza de Jaqueline e eram ótimas amigas.

  Sempre soube que ela iria se destacar em um grande projeto. Nós, Mulatólogos, temos o dom de ver além do que as pessoas imaginam, sabemos identificar dentre todas sambistas qual tem o brilho maior para brilhar não só na passarela do samba. É uma coisa incrível e inexplicável o que sentimos diante de algumas beldades. A beleza e luz que eu enxerguei em Jaqueline também foi vista pelo grupo Tchakabum e Latino que também ficaram impressionados com a beleza da mulata e a bela acabou sendo dançarina também dos grupos.

A passagem de Jaqueline Faria no Big Brother Brasil tem um gosto muito especial para mim, diante de muitos irem contra as minhas escolhas, ela é a certeza de que ser "Mulatólogo" vai muito além de produzir shows carnavalescos e lançar musas no Carnaval. É dom que Deus dá e tudo que vem de Deus só poderia dar certo.

0 comentários: