Solange Gomes volta a falar da venda do posto de rainha de bateria.


Ainda estamos um pouco longe do Carnaval 2011, mas já começam os preparativos para a próxima temporada. E também as polêmicas. Uma delas diz respeito ao posto de rainha de bateria, muito cobiçado por modelos, atrizes e ex-BBBs, que compram seu lugar nas escolas.

A questão foi levantada dia desses pela modelo Solange Gomes durante uma entrevista a um programa de TV matutino. A modelo comentou sobre o fato de não haver mais amor nem fidelidade à Escola de Samba, que preferem vender o lugar.

Por trás disso estaria o interesse da escola, que precisa de dinheiro e também a motivação pessoal das mulheres que usam a escola como vitrine.

O que acontece é algo parecido ao que ocorreu com o futebol. Antigamente os jogadores entravam em campo por amor à camisa. E as rainhas de bateria iam para a avenida por amor ao estandarte da escola. Hoje, porém, parece que o interesse econômico está acima da da arte.

Eu nunca fui contra a celebridade sair no carnaval, muito pelo contrário, promove o evento, porém, cada integrante deve ser muito bem encaixado no seu devido lugar para não mudar toda uma cultura popular.

Rainha de Bateria tem que ter samba no pé, e isso, deveria dar vantagem as meninas das comunidades por terem mais domínio na arte de sambar, mas não é o que vem acontecendo, porém acredito que isso ainda pode ser revertido, basta a escola colocar cada um no seu lugar.

A solução seria a rainha aquela que tem samba no pé e a madrinha uma celebridade que traga mídia para escola e ajude financeiramente, pois ela não quer simplesmente aparecer, então pague que por isso.

Eu até hoje não entendo o porque isso não pode ser totalmente declarado e assumido por todos sendo que é de conhecimento público e notório o que esta acontecendo. Até o Tiririca sabe disso.

Foto: Arquivo Porto da Pedra

0 comentários: