Mulatólogo Julio César faz analise de candidatas do Musa do Caldeirão 2010.

Pérola Negra – Lucelly

Entrada

Como disse Luciano, ela veio contudo lembrando as musas das antigas, tempo do samba executado com alegria e determinação.

Comunicação

Poderia não ter dado tanta importância ao fato do nome estar errado, manteve boa postura com as mãos na cintura.

Samba no pé

Mostrou o que realmente é "samba no pé" mantendo um ritmo intenso, levou muito bem os braços, quadril mexeu bastante, trabalhou bem expressão no rosto sorrindo muito. Observe mais uma vez que a candidata não cometeu nenhum movimento vulgar, ou seja, volto a dizer que o verdadeiro samba no pé deve ser executado com muita postura e elegância.

Essa é a verdadeira identidade do samba.


Fantasia

Em um concurso como este, a escolha da fantasia é muito importante, infelizmente, a candidata não fez a escolha certa e mesmo diante de uma boa apresentação, não passou a imagem de musa.

A escolha deve ser feita usando sempre o bom senso, quem não tem muita verba, a melhor opção é uma fantasia básica que valorize suas curvas ou esconda os excessos.

Para quem conseguiu uma boa verba e não quer correr risco, melhor opção é muito brilho e optar por penas de faisão, quando natural, misturar outras de cores fortes é uma boa opção.

Usar plumas e similares em fantasia de mulata foi no tempo do Sargentelli e estamos na era Julio César, o carnaval cresceu, modernizou e as fantasias de hoje de passistas e rainhas não devem  devem compostas por plumas, fica grosseiro.

0 comentários: