Musas do Carnaval contam como será o início dos ensaios técnicos


Nos nos primórdios do baticundum, quando Ismael Silva fundou a Deixa Falar — que deu origem a Estácio de Sá —, e o grupo de sambistas, sambeiros e afins recebeu o nome de ‘escola de samba’, a folia ainda era cria da rua e zanzava pela Praça Onze. Acolhida na Marquês de Sapucaí, a festa ganhou fama e subiu aos camarotes, perdendo grande parte do caráter popular. Mas, deste domingo até fevereiro, a passarela do Carnaval reviverá os tempos de samba sem credencial com a programação de ensaios técnicos, celebração que abre as arquibancadas do Sambódromo ao público — e já reuniu mais de 50 mil foliões, de graça, em edições anteriores.

Domingo, a partir das 20h, Acadêmicos do Cubango e Mangueira dão a largada aos treinos em campo, com suas rainhas e musas esquentando a pista para o Carnaval 2010. “Mesmo já tendo desfilado em outras escolas, estou muito ansiosa por estar à frente da Mangueira. Domingo será especial”, diz Renata Santos, rainha de bateria da Estação Primeira, que repete a dose no dia 24 de janeiro. Como Renata, as belas do samba que posaram para O Dia emolduradas pelo arco da Apoteose aproveitam os ensaios para sentir o calor do público. “Eu, que sou foliã, curto mais os ensaios do que o desfile. Há bem mais gente da comunidade, é mais gostoso”, revela Thatiana Pagung, da Mocidade, que ensaia dias 13 de dezembro e 10 de janeiro.

Se rendendo ao samba outra vez, pela Porto da Pedra, Valesca Popozuda promete que não fará feio nos ensaios. “Muita gente vai só para nos ver. Por isso temos que caprichar no figurino”, garante ela, na passarela dias 9 e 30 de janeiro. Gracyanne Barbosa, pelo primeiro ano na Vila Isabel (ensaios dias 22 de dezembro e 31 de janeiro), lembra que a ocasião é importante para treinar o samba no pé: “A Vila tem muitas paradinhas e ainda estou na fase de conquistar os integrantes”.

E a farra não termina quando acaba. Após os ensaios das escolas, os cantores Pedrinho da Flor e Dorina fazem show em frente ao Setor 3.

Por Beatriz Mota - Credito - O dia online

0 comentários: